poesia . fotografia . & etc.


Talvez o mundo não seja pequeno / Nem seja a vida um fato consumado . Chico Buarque de Hollanda, com Gilberto Gil








quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

música de anónimo



Música de Anónimo é um ciclo poético de que aqui se divulgou a maior parte dos textos, ao longo de meses. São os poemas que escrevi entre 2001 e 2009, anteriores a Anima e a O Lugar Que Muda o Lugar, ambos publicados na Língua Morta. Foram esses poemas o pretexto que fez criar este blogue, para que não ficassem apenas na sombra de uma gaveta ou no caderno de rabiscos e imagens, onde estavam, aliás, muito confortáveis. 

Viajam agora para uma edição da Companhia das Ilhas, daqui a algum tempo. Gostam da liberdade de se mudarem de lugar e da ilusória sensação de serem perseguidos.








2 comentários:

José Vilhena Moreira disse...

Textos belíssimos.
Ora é precisamente aquilo que se pode chamar uma boa notícia!
:)

José Manuel Teixeira da Silva disse...

Muito obrigado! Os blogues e os livros, mesmo que possam não os merecer, aspiram pelos melhores leitores. Um abraço.