poesia . fotografia . & etc.


Talvez o mundo não seja pequeno / Nem seja a vida um fato consumado . Chico Buarque de Hollanda, com Gilberto Gil








quarta-feira, 10 de julho de 2013

das palavras dos outros





antónio ramos rosa / in Três Lições Materiais, Kairos, 1989


Energia verde das árvores que torna todo o amor verde e os próprios esqueletos verdes. Os corpos constroem a sua destruição horizontal como rios verdes: para além da morte: no gérmen verde.

*

Aceita, acolhe a minúscula astronomia de um jardim: os insectos com as suas múltiplas facetas e as delicadas antenas com que se orientam. Ao rés do chão: um ramo partido, uma formiga, a baba de um caracol. Fascinantes, meticulosos são os vocábulos que compõem as constelações legíveis, intactas. Uma fábula adormece ao sol das folhas: o jardim é um estremecimento.






josef sudek








3 comentários:

Lídia Borges disse...


Brilhantes minudencias!

Lídia

Rita Freitas disse...

Gostei desta energia verde :)

José Luis Ríos Gabás disse...

Josef Sudek saca fotos de la nada, como sabes.

Un abrazo